quinta-feira, julho 14, 2005

Violências

Bateu-me. Ele, o meu marido... há quinze anos que não acontecia...
Não, aquela, ali no chão, não sou eu... vejo a cena de fora. Naquele momento só me preocupo em sair do quarto, em que aquilo acabe, em colocar gelo sob o local da agressão, em ir trabalhar na manhã seguinte, em que as marcas não se notem...
Tenho pensado, muitas vezes, nas razões que me fazem ficar, que me obrigam a aceitar os pedidos de desculpa... Que me leva a ficar? Sou, economicamente, independente...os meus filhos são crescidos... a casa é minha... não o amo há muito tempo... Porque não sou capaz de colocar um ponto final nesta situação?
Tenho medo de encarar a solidão a que me votaria... tenho medo da sensação de voltar para uma casa vazia... tenho medo de acabar só...
Aquela, ali no chão, não posso ser eu!...

10 comentários:

Hrrada disse...

O medo é dos nossos piores inimigos, sem sombra d dúvida... Mas são eles que nos moldam, e a maneira como resolvemos lutar contra eles que nos definem... Eu tou sempre por aqui vizinha, mais ou menos ocupada sabe onde bater se precisar ;)

Gosto mesmo muito da maneira como escreves, e como crias! ...

mua*

impressaodigital disse...

isto não deveria acontecer!

MrX disse...

Concordo! Isto não deveria acontecer! É tempo de tomar uma decisão importante!

Nandita disse...

Não sei onde podes ir buscar forças( aos teus filhos, à tua independencia, se calhar são bons pontos), mas tens de te libertar dessas amarras...

Nunca é tarde para começar... ouve-o da boca de quem nunca o soube ouvir...

Bj, a professora do último andar

BlankPage disse...

Ficar só não...ficar com a tua alma intacta é melhor companhia do que a que o teu marido te dá..ainda o amas ou estás somente dependente de uma sombra de amor? O tempo em que as mulheres sofriam em silêncio porque não tinham outra opção já passou há muito muito tempo...

..::Lissinha::.. disse...

concordo com tudo o que foi dito até agora.isso não pode continuar.

perdi-me no tempo.quando é a minha vez?:S

1bjo

Anónimo disse...

madalena, olá!

dia 21 é o teu dia. não o deixes passar pf.

beijo


mar(margarida)

maresia disse...

como é que ainda te perguntas porque não consegues pôr um ponto no fim da desrelação?? tu própria te respondes! confundes estar sozinha com estar só! não acfedito que sozinha te possas sentir mais só do que agora, que estás só no meio de tanta gente surda!

pois, falar é tão fácil... mas eu até posso ser um (?bom?) exemplo, escolhi estar sempre só pois sempre soube que ninguém aguentaria a minha liberdade. nem a que eu quero, nem a que eu dou.

maresia disse...

por falar nisso, eu sei que isto não é motivo para rir, e sei que muitas das vezes em que abro a boca, alguém sai ofendido, mas... sabem qual é o país da europa com maior taxa de violência doméstica contra homens? portugal!! sim, portugal é o país da europa onde percentualmente existem mais homens que apanham das mulheres... incrível, achamos que nunca são suficientes as queixas que as mulheres apresentam, que existem sempre mais ainda, muitas mais que se calam, mas agora imaginem se os maridos batidos tivessem coragem de mostrar a cara socada deles??? acho lindo, o macho latino de olho negro!!! acho caricato tudo isto. desculpem, deve ser o mar que me dá esta rudeza no espírito. não sei lidar com a humanidade.

Maria disse...

Não tenhas medo de ser feliz