quarta-feira, setembro 14, 2005

Rita/João (3ºdto)

João

A Rita saiu de casa. Uns dias afastados foi tempo suficiente para me aperceber que realmente esta não é vida para mim, nem para ela...
Entretanto ela já voltou, consegui falar como um adulto...soube ouvir e calei o que tinha que calr, admiti erros e apontei falhas. Tentei fazer um acordo em relação ao futuro...mas é muito incerto. Não suportei ve-la chorar e chorei com ela. Lamentos pela perda do "nós", calma pela conquista que cada um de nós consegui ter: valorização de nós mesmos.
Ela desfaz o saco que levou... eu mudo de quarto!

Aos meus olhos ela será sempre a pessoa que mais amo na vida...eu disse-lhe isso, ela fingiu que acreditou.

Rita

Cheguei a casa.
Encontrei o João postrado junto do sofá. Por momentos estive só a vê-lo, não muitos...Olhau para mim e sorriu!
Pensei"Raios! Ainda tem lata para me sorrir?!" Mas sorriu por me viu bem, de cara lavada...
A conversa que tivemos pos-me triste, eu não sabia que tudo tinha um fim, há coisas que deveriam ser para sempre. Ele chorou comigo, acredito que lamente tudo isto, acredito que gosta muito de mim, acredito que finalmente entendeu que somos amigos, só amigos.
Enquanto eu desfazia as malas ele "mudava-se" para o quarto ao lado.
O João consegue ter piada mesmo nas situações mais chatas, disse-me ele :" já viste, parece que voltamos aos tempos de faculdade, só que agora não temos o Esteves lá em casa!!" .
Eu ri-me...

Antes me ter ido embora encontrei-me com o vizinho novo. A D.Margarida disse-me que é um homem atraente, mas que deve ter algum problema. Se é atraente não sei, nem reparei muito nele, cumprimentei-o e troquei duas palavras...a única coisa que reparei foi que fixou os olhos na minha barriga por uns segundos...o elevador parou eu saí...

2 comentários:

Heavenlight disse...

Fico feliz por a Rita ter voltado, mas triste por toda a situação... ando um pouco fugida dos outros e de mim mesma, mas quando isto me passar e me sentir melhor aceitarei o convite para o chá.
Luana

MrX disse...

É mesmo triste, toda esta situação... Mas ao menos já não estão em conflito... Tenho que vos ir visitar...

Beijos e abraços,
Mário