terça-feira, maio 17, 2005

Companhia para o chá

Foi ontem o funeral do Sr José. Poucos estiveram presentes e dos que estavam quase todos eram inquilinos do prédio. Vi algumas caras desconhecidas - provavelmente eram novos moradores com que ainda não me cruzei.
Não cairam lágrimas mas envolvia-nos um silencio absoluto. Todos os corpos carrefados de negro com os rostos ainda em choque com esta morte inesperada. Do céu choveram - durante todo o dia - as lágrimas que nenhum de nós conseguiu derramar.
Subi no elevador com uma mulher que não conhecia daqui do prédio - deve tratar-se de uma nova inquilina, uma das caras desconhecidas que vi no funeral.
Não falamos durante toda subida, no 5º andar saí. Despedimo-nos com um "Boa tarde" e o elevador continuou a subida.


Já em casa, sentada no sofá da sala, olho o céu carregado de nuvens escuras e deixo-me embalar pelo som da chuva a bater na janela. Não sei quanto tempo fiquei assim... pensando em como tudo é efémero, frágil e definitivo sem uma segunda oportunidade de voltar e continuar...

[toca a campainha]

Acordo dos meus pensamentos. Não esperava ninguém. Quem será?
Abro a porta e reconheço a mulher que subiu comigo no elevador. Tráz duas chávenas de chá.
- Boa tarde.
- Boa tarde. Ainda não nos conhecemos. Chamo-me Marilia. Mudei-me recentemente para o 11º frente. Desculpe aparecer de surpresa mas gostaria de fazer-me companhia num chã?
- Chamo-me Alexandra e um chá seria optimo.


Falamos durante horas. Parecia nunca se esgotar tema para conversa.
Gostei muito de conhecer a Marilia, ou mar como gosta que lhe chamem e o seu chá de frutos vermelhos.

3 comentários:

Bastet28 disse...

Gosto tanto destas historias!!!Gostava de participar!!!!

beijo

Morsa disse...

Estou maravilhado! Li hoje, desde o início, as histórias do prédio do lado e confesso que ganharam um fã! Todos os dias escrupulosamente virei cá para ler! Não sei se comentarei mas não me parece que vá ser um novo inquilino! Faltam as ideias... e sobra o trabalho!
Alguém que queira pegar na personagem do prof. de Contabilidade com 24 anos e uma namorada de 23 que ainda estuda, que envie um e-mail!

Just...Blue disse...

e sera que entre as caras desconhecidas nao estaria algum familiar ou amigo do Sr José...