quarta-feira, maio 18, 2005

Rita chora

Fui sozinha ao funeral do sr.José...o João estava de serviço...
Senti-me tão. Conhecia muito mal aquele homem que foi a enterrar, mas simpatizava com ele, senti-me mal porque vi que estava sozinho no meio de caras estranhas, no meio de inquilinos e nada mais...não vi um único rosto que me fizesse crer que era familiar do sr.José, não ouvi ninguém dizer que era da sua familia...senti-me triste quando vi a senhora que faz as limpezas lá do prédio com um olhar ainda mais triste, via-se nutria alguma ternura pelo porteiro, senti-me triste pela maneira como aquele homem morreu e nem consigo imaginar porque razão e também porque eu tenho alguém, mas no fundo não tenho...

Vim para casa e fiquei deitada no chão sob a manta que esta junto à janela da sala, o Sebastião veio para a minha beira, percebeu que era eu quem precisava das festas...chorei mais por mim do que pelo sr.José e senti-me mal, pensei estar a ser egoísta, mas não consegui evitar...quero sair porta fora, atravessar o corredor e ir ter com a vizinha do 3º dto que ja me convidou...mas fui antes ao café.
Quando voltei para casa encontrei o aluno de medicina no elevador, perguntei-lhe que tal estava a correr o estudo, respondeu que era muito...fez-me lembrar o João no tempo em que estudavamos...
Abri a porta de casa, e fui recebida com um abraço...caramba1 Já não fazias isso há tanto tempo...

4 comentários:

mar disse...

olá rita!

Tens de fazer perceber a esse teu namorado que existe muito mais mundo para além do hospital. Pq choras já? O Sebastião ajuda a superar a soidão mas não chega...

mar

Nandita disse...

É natural neste tipo de situações. Por isso acho os funerais tão tocantes, e tão insuportáveis. Encontrámos lá as maiores fraquezas do homem (a morte, a solidao) completamente expostas, quase desavergonhadamente...
É isso que nos toca, se calhar foi isso que te fez chorar, jovem Rita! Mas a normalidade dos dias há-de se sobrepor a tudo isto que o prédio tem andado a viver,verás!

De qualquer maneira, é boa ideia puxares as orelhas ao João... abraços só de vez em quando matam a relação de tédio ;)

Bj, Nandita

MrX disse...

Nem sempre é fácil, depois de um banco de 24 horas, conseguir transmitir todo o amor que se sente por determinada pessoa! Que isso não vos afaste. Que saibam aproveitar o pouco tempo que passam juntos! Um simples abraço pode significar tanto!

MrX disse...

Ah! E o estudo é realmente muito!!