terça-feira, maio 31, 2005

Recomeçar...

Tenho algum dinheiro de parte...e começo a andar cansada de tanta falta de amor, já não consigo vender o meu corpo como ao principio, depois de irem embora passo mais de uma hora debaixo do chuveiro, como se a água pudesse limpar todos os momentos que partilhei, as vontades que fiz. Queria era esquecer a cara de quem vai passando por aqui mas talvez um bom copo de vinho tinto me ajude.
Tenho pensado tanto no meu filho nestes últimos dias, deve estar um homem...já me deve ter esquecido...
Entro no quarto e abro as portas do roupeiro, de dentro tiro dois sacos de viagem que abro e deixo em cima da cama. Sento-me no chão a ganhar a coragem que sei que preciso de ter...escolho as roupas e encho os sacos o mais lentamente que posso, como se assim pudesse voltar atrás na minha decisão. Depois de bem cheios, são colocados no hall de entrada. Volto ao quarto e deixo-me cair em cima da cama ainda por mudar...preciso de dormir...

7 comentários:

mar disse...

Que vida! Tb vai abandonar o prédio? O inspector segredo ainda não arquivou o caso do porteiro...

a porteira

Nandita disse...

Este prédio tem vivido muitos abalos, ultimamente. Espero que isso não tenha contribuido para a sua vontade de partir.
no entanto, e penso falar por todos (que presunção, a minha...), todos os inquilinos farão os possiveis para a ajudar, no que quer que precise.
Bom, pelo menos falo por mim!

Beijo

impressaodigital disse...

não tenho nada contra si! Não desejo que se vá embora, não peço para que fique... não me sinto à vontade quando a encontro no elevador, muito menos quando o João vai comigo...nem sei bem porque.

Rita

impressaodigital disse...

já me lembro de si! Já lhe toquei à campinha, não me lembro, foi no final do curso!
acho que não vale a pena tocar no assunto...

João

TMara disse...

cansaços são coisa terrível, para + esses...E quando sabemos qual a decisão? Podemos ajudar a analisar a questão? Bjs e;)

trintapermanente disse...

este comentario é para a maresia: -Não destabilizes

Daniel Aladiah disse...

Querida Maria
Como um anjo...
Um beijo
Daniel